Buscar
  • Ana Maria Marangoni - Arquiteta e Urbanista

Projetar com Maquete Eletrônica

Com o avanço da tecnologia e o aprimoramento cada vez maior de programas para geração de protótipos 3D, apresentar um projeto de arquitetura de forma fotorrealística está se tornando cada vez mais comum e exigido pelos clientes.

Com o crescente número de profissionais que vem usando essa tecnologia para mostrar o resultado de seu trabalho, está se criando uma geração de clientes cada vez mais exigentes, que querem ter através da imagem a noção perfeita de como ficará seu projeto.

Cores, texturas, móveis, vegetação... tudo isso é possível de se mostrar com perfeição em uma maquete eletrônica. Agradar ao cliente e conseguir passar para o papel a ideia que ele tem da sua obra ficou bem mais fácil. Através dessa ferramenta é possível ter uma satisfação bem maior quando o projeto estiver concluído.

Claro que existem detalhes de um projeto que sempre serão decididos na parte executiva, onde tanto o cliente quanto o arquiteto terão o contato direto com os materias que estão sendo comercializados no momento, as peças que estão na moda, etc. Porém ao se apresentar um projeto na forma de maquete evitam-se grandes surpresas na hora de executar, surpresas essas que podem surgir de uma comunicação não clara, de ideologias desejadas para um projeto mas que nem sempre funcionam na realidade e de outros fatores que podem dar falsas ideias acerca da obra para o cliente e que no futuro resultarão em dor de cabeça para o arquiteto.

VIADUTO_02.jpg

2014_001_MANU_I01_1_LOGO.jpg

*imagens desenvolvidas por Pieri Marangoni Arquitetura

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CARO X BARATO

Já faz muito tempo que esses dois termos, muito usados no dia-a-dia de todo mundo, vêm me incomodando um pouquinho. Aqui no escritório, costumo dizer (me apoderando de uma fala bastante popular) que e